6 dicas de como viajar de forma inteligente

Às vezes, suas viagens podem acontecer dessa forma: Você compra as passagens, faz sua mala, faz o roteiro de viagem e a viagem pro destino dos seus sonhos parece que será inesquecível. Mas, você chega lá, e fica horas esperando em filas, com uma multidão de turistas, comendo comidas sem gosto, as pernas cada vez mais cansadas e todas as suas fotos são iguais as de todo mundo. Conclusão: Mesmo nas melhores cidades do mundo, você pode ficar muito desapontado. Para evitar que isso aconteça, te oferecemos conselhos bem simples, mas que fazem toda a diferença.

1. Não leve muitas coisas

Em primeiro lugar: Não carregue muitas coisas pesadas. Não importa se você tem uma mala grande, para 2 meses de viagem ou apenas uma mochila para duas semanas - as duas podem ser fáceis ou difíceis. Quanto mais leve, melhor. Segundo, é importante deixar um espaço para suas compras, porque com certeza elas acontecerão. Em terceiro lugar, não tem como você estar preparado para tudo, então ter roupas para todas as ocasiões só vai fazer você ter muito excesso de bagagem.

Alguns produtos de higiene, como hidratantes e xampus não precisam ser levados, você pode comprá-los no seu destino e jogá-los fora, se ainda houver, antes de voltar para casa. Várias dessas coisas são mais baratas no exterior, de qualquer forma. Leve apenas o que você realmente não pode viver sem e que você não pode comprar no seu destino. 

2. Viaje com roupas confortáveis

Por alguma razão, algumas pessoas quando vão viajar, compram coisas novas, fazem as unhas, o cabelo e geralmente se preocupam muito com a aparência durante a viagem, mas não se lembram do tempo que farão de viagem antes e durante o seu destino. Afinal, em essência, você vai pegar muitos transportes, andar, ficar em condições climáticas as quais você não sabe ainda como serão e muitos imprevistos podem acontecer. Por isso, você precisa dos equipamentos básicos para viajar.

Leve com você (e também já vá usando) sapatos e roupas confortáveis. Quando estiver explorando uma cidade, andando por horas pelas ruas, sentado num trem ou sentado na grama de um parque, a última coisa que você quer é se sentir desconfortável e principalmente, ter uma roupa ou sapato novo te apertando. Use o tempo no seu destino para experimentar as novas experiências e quem sabe, comprar coisas novas lá.

Se você quiser realmente aproveitar ao máximo, pode levar um abridor de vinhos, copos e talheres de pláticos na bolsa, para poder se sentar em um parque ou em uma vista incrível e fazer um piquenique improvisado( e econômico, se você comprar o que precisa no supermercado mais próximo). Confie em nós: É muito melhor do que ir em restaurantes lotados de turistas e que custam caríssimo.

3. Não vá atrás da multidão

Por alguma razão, todos os turistas fazem as mesmas coisas: eles fazem uma multidão na frente da catedral de Notre Dame, ficam em filas por horas para entrar na Capela Sistina e sofrem em antecipação esperando o elevador para subir o Empire State. Porque perder tempo precioso, para depois lutar por um lugar em um deck de observação - e no final você constinua sem conseguir ver nada e apenas tira uma selfie para falar "que estive aqui"? Existem vários lugares lindos em cidades lindas- se não, elas não seriam cidades lindas. Nova York, por exemplo, tem vários arranha-céus nos quais você pode ter vistas lindas da cidade, e com entradas mais baratas do que o Empire State (porém, para alunos da Kaplan no Empire state, isto não é verdade - você terá uma vista incrível todos os dias durante suas aulas). 

Em todas as cidades, existem várias igrejas, pontes, morros e arranha-céus: você pode explorá-las e achar suas próprias vistas da cidade e talvez ter uma visão mais única do que aquelas que você vê em todos os cartões postais. Além disso, você vai poder fazer isso mais rápido e mais barato e sem uma multidão. Em Nova York por exemplo, você pode pegar a balsa normal para Staten Island e ver a estátua da liberdade e várias pontes de graça e com muita paz.

4. Explore como um local

Isto também é uma maneira de evitar multidões e é melhor do que sightseeing. Lembre-se sempre: Se tem um burburinho de vozes locais em um café, é porque ele é definitivamente bom, gostoso e barato - pessoas locais não vão aonde é caro e ruim, isso geralmente é o que turistas fazem. Não fique com medo de muita gente em cafés e se você não entende o que eles estão falando. Até mesmo a experiência de ter que gritar para que o bartender te entenda, já é entretenimento o suficiente. Compre um jornal local ou veja um site local com pôsteres para eventos- e escolha um evento interessante. Você também pode tentar escutar o que as pessoas estão falando - dessa forma você pode ver o que eles realmente gostam de fazer e viver a cultura local.

 

6 легких хитростей для удачных путешествий

Niguém está dizendo que você não pode ir para museus, teatros ou musicais famoso. Mas além disso, você tambem pode ir em locais menores e que são interessates também - pequenas galerias, concertos menores, performances de teatro, que você não conseguiria ver em nenhum outro local.

5. Evite os ônibus de turismo

Os ônibus Hop on-hop off estão em todos os lugares. Em vez de escutar o que o guia já tem gravado, e ficar sentado com fones de ouvido, pegue um ônibus normal e dê uma volta pela cidade. Isto é muito mais barato e te levará a qualquer lugar - não apenas aos locias pré destinados do tour. Não fique com medo de se perder, em qualquer caso, apenas desça do ônibus e pegue-o de volta de onde você veio. E como já falamos antes, preste atenção nos locais- é sempre interessante.


Links que podem ser úteis para você:


6. Crie suas próprias impressões

Basicamente, metade das dicas anteriores são as mesma: Não fique limitado ao que os guias turísticos e livros oferecem. As escadas em espirais são as mesmas em Riga, Colônia ou Londres, um passeio num banana boat é igual em Miami ou Sydney, etc. Claro, que se você tiver tempo e oportunidade, faça essas coisas. Mas caso seu tempo seja bastante limitado ou se você quer impressões únicas, procure por uma coisa nova.

Depois de um tempo, isso pode se tornar as melhores lembranças que você tem. Conversar com um pescador local e encontrar o melhor lugar para nadar da vila, ou ir para um bar em um beco estranho e escutar o melhor jazz da sua vida. Esse tipo de coisa não é esquecido e fica para sempre na sua memória. São por coisas como essa que valem a pena viajar.

 

Faça um intercâmbio

Compártelo
Artículos Relacionados